GKA SOCIAL 2020 VIRTUAL

25-26 outubro 2020

Bem-vindo ao GKA SOCIAL 2020 VIRTUAL , o VIII Congresso Internacional de Ciências Sociais. O congresso se tornou um fórum de discussão voltado para os desafios cruciais que as ciências sociais enfrentam no cenário atual, reunindo perspectivas locais e globais. Este ano, o tema destacado será "Migração, tema de hoje e sempre".

Navegue pelas salas do congresso para assistir às gravações das sessões.

Download do programa Download do Livro de Atas

Congresso
Materials

Tema destacado

Migração, tema de hoje e sempre

A migração, legal ou não, livre ou forçada, é um dos grandes temas de todos os tempos. A humanidade foi forjada através de fluxos migratórios milenares. Do mundo antigo, civilizações do Mediterrâneo e do Oriente Médio surgiram e desapareceram no calor de grandes migrações humanas. Obviamente, nem todas as migrações são iguais. Há discussões sobre seus benefícios e malefícios. Por exemplo, muitos governos tentam conter ou, às vezes, incentivar fluxos migratórios. Não estamos isentos daqueles que associam a migração aos piores males sociais. Se os governos se reservam o direito de decidir quem entra em seu território, indivíduos e famílias possuem sua própria agência, a fim de ganhar a vida e viver sempre que possível. Alguns dos agentes catalíticos da migração são as desigualdades econômicas e de desenvolvimento entre os países. Atualmente, tornou-se muito comum explicar a migração como parte da globalização. O tema central deste evento é sobre esse contraponto de idéias. Existem migrações intra-nacionais, internacionais e transnacionais, aquelas que atravessam fronteiras, reais ou simbólicas, e que enriquecem, mas também dividem países, culturas, grupos, gêneros e etnias, entre outros.

Palestrantes convidados

Davide Azzolini – Instituto de Pesquisa para Avaliação de Políticas Públicas da Fundação Bruno Kessler

Improving migrant children’s education. Do we know what works? Davide Azzolini é pesquisador no Instituto de Pesquisa para Avaliação de Políticas Públicas da Fundação Bruno Kessler e pesquisador associado no Urban Institute (Washington DC). Davide está comprometido com a pesquisa social que produz evidências melhores e mais úteis para melhorar a formulação de políticas. A experiência de Davide abrange o design e desenvolvimento de ensaios clínicos randomizados, bem como os avanços no desenho de políticas baseadas empiricamente. Ele está especialmente interessado na análise de políticas públicas e na avaliação de programas relacionados ao desempenho e desempenho dos estudantes, ensino superior e integração de imigrantes. A pesquisa de Davide foi publicada em periódicos revisados ​​por pares, como: Os Anais da Academia Americana de Ciências Políticas e Sociais; Pesquisa em Estratificação Social e Mobilidade; Jornal de Estudos Étnicos e de Migração; e Pesquisa Demográfica. Foi pesquisador visitante no Urban Institute, estudante visitante na Universidade Livre de Berlim e pesquisador do Departamento de Pesquisa Demográfica da Universidade de Princeton. Davide é PhD em Sociologia e Pesquisa Social pela Universidade de Trento e mestre em Análise de Políticas Públicas pelo COREP em Turim.

Prof. Rafael Cabrera Collazo, PhD. – Universidad Interamericana de Puerto Rico (Porto Rico)

Rafael L. Cabrera Collazo conta com um doutorado em História da Universidade de Porto Rico. Se desempenha como Vice-reitor Associado de Assuntos Acadêmicos na Universidade Interamericana de Porto Rico e mantém a classificação de Professor Titular de História nesta mesma instituição. Profesor convidado nas universidades de Cuba, México, Itália, Portugal, Espanha e Colômbia, nas quais ofereceu seminários sobre semiótica e cultura visual, sendo suas áreas de especialidade e pesquisa. Neste momento, participa em várias redes acadêmicas de pesquisa relacionadas com os estudos sobre representações de meios de comunicação de massas. Membro de comitês científicos editoriais de universidades na Espanha, Colômbia, Argentina e República Dominicana. Integra associações profissionais nacionais e internacionais de historiadores e estudiosos das ciências sociais e a cultura visual, sendo duas delas a Associação Portoriquenha de Historiadores, da qual foi sócio fundador e Presidente entre 2001 e 2004, e a Sociedade Internacional de Cultura Visual, com sede em Madrid, trabalhando neste momento como o Diretor Científico de seu comitê executivo.

Prof. Leonardo Schiocchet, PhD. – Instituto de Antropología Social (Áustria)

Tutelage and Humanitarian Reason: Ethnographic Insights from Palestinian, Iraqi and Syrian situations Leonardo Schiocchet é doutor em antropologia (Universidade de Boston). Atualmente, é pesquisador do Instituto de Antropologia Social (ISA) da Academia Austríaca de Ciências, pesquisador principal do projeto Austro-Arab Encounters (2018-2022), financiado pelo Fundo Austríaco de Ciência (FWF) e membro fundador Rede de conscientização e pesquisa para refugiados (ROR-n). Desde 2006, seu trabalho se concentra na Antropologia do Oriente Médio, com atenção especial aos processos de inclusão e consideração social entre os refugiados árabes no Oriente Médio, Ibero-América e Europa. Nesse campo, seu trabalho abordou tópicos como dinâmica de suspeita e confiança, ritualização e processos de criação de casas, entre outros. Suas publicações mais recentes incluem Outcasts among Undesirables: 117 Palestinian Refugees in Brazil in-between Humanitarianism and Nationalism (Latin American Perspectives, 46(3) 2019); e a edição especial Anthropologists and Refugees between the Middle East and Europe (The Anthropology of the Contemporary Middle East and Central Eurasia, 4(2) 2018).

Profa. Chiara Pagnotta, PhD – Universidade de Barcelona (Espanha/Itália)

Las migraciones latinoamericanas en el tránsito entre los siglos XX y XXI. Una perspectiva histórica. Chiara Pagnotta é doutora em História pela Università di Genova (Itália). Atualmente, é professora do Departamento de História e Arqueologia da Universidade de Barcelona. Suas linhas de pesquisa prioritárias são os processos migratórios entre a Europa e a América Latina (XIX-XXI), em particular em relação ao Equador e ao Brasil; a criação e transformação de identidades étnicas, nacionais e de gênero na América Latina; os vínculos entre história, memória e representações na América Latina nos séculos XX e XXI. É autora de artigos em revistas científicas da especialidade e capítulos de livros em obras coletivas, tendo publicado nos últimos anos as monografias La migración ecuatoriana a España e Italia. Historias, memorias e identidades, 1995-2007. Quito, 2014; Situando los márgenes de la Nación. Los italianos en Ecuador (XIX-XX). Quito, 2016.

Bolsa Jovens Pesquisadores

Marta Mitjans Puebla
Universidad Abat Oliba CEU
Espanha
Eleonora Voltan
Universidad de Málaga +
Università degli Studi di Padova
Espanha/Itália

Conteúdo do Congresso

Expandir todos
Não inscrito

O Congresso Inclui

  • 10 Painéis
  • 20 Salas